O princípio Charlie Chaplin na sua vida financeira

Por que você fala tanto só de dinheiro e não vai viver a vida ao invés disso?

Você está se privando em achar que deve apenas ganhar dinheiro, aportar e reinvestir os ganhos.

O fulaninho do Instagram está lá vivendo a vida e ostentando, como deve ser feito. E você?

Atire a primeira pedra quem vive a filosofia do FIRE e nunca ouviu alguma variante do conteúdo acima em algum comentário bem ou mal-intencionado. Tal como muitos grupos de minoria que pregam um conceito pouco popular, nós do FIRE frequentemente nos tornamos alvos de tal críticas por possivelmente representar uma ameaça ao “padrão” alheio.

Se nos deixarmos levar pela correnteza, e sermos empurrados por aquilo que é considerável aceitável, teremos apenas um destino em nossas vidas: mediocridade. Desviar desta corrente e pular as barreiras tem um custo de esforço e até talvez algum sacrifício, mas traz recompensas enormes para quem se manteve fiel. Assim, muito da jornada até a sonhada independência financeira acaba sendo um jogo mental de resistência, onde nosso objetivo é nos mantermos focados e motivados até que nossos objetivos financeiros sejam alcançados.

Para auxiliar nesta jornada, vários artefatos psicológicos podem ser utilizados, como o clássico Pacto de Ulysses que nos segura as tentações. Neste post, introduzo um outro artifício ainda mais simples, e que se estende além do âmbito financeiro para a sua vida pessoal em geral. Embora eu desconheça um nome formal para isto, tornei a chamá-lo de Princípio Charlie Chaplin graças à uma famosa anedota do ator,

Vejamos mais a respeito deste conceito a seguir.

Continuar lendo “O princípio Charlie Chaplin na sua vida financeira”