Segurança Digital #3 – Como memorizar dezenas de senhas sem fazer esforço

Continuando a nossa série de segurança digital, é hora de ficar um pouco mais técnico e conversar sobre uma coisa meio sensível: senhas.

Todos nós temos que criar e gerenciar alguma senha algum dia na vida, seja na hora de criarmos nosso primeiro email ou quando o aviso do Windows no trabalho diz que sua senha já tem mais de três meses e você precisa trocá-la – o que é ridículo, por sinal.

Então hoje em dia somos treinados desde pequenos a construir senhas fortes. Os requisitos básicos a gente foi adestrado já a incluir: mais de 8 caracteres, caixa alta e baixa, incluir um ou mais caracteres alfanuméricos… regras que nem fazem a senha tão forte assim.

E infelizmente, o mais interessante é que, uma vez que passamos todos estes requisitos e decidimos uma senha, agarramo-nos à ela como se fosse nossa fonte de vida online: não queremos mudá-la de jeito algum, e somos tentados a usá-la em todos os outros lugares que precisam de uma senha. Mas será que isso é algo seguro?

Depende. Você usaria uma única chave para abrir todas as portas, gavetas e carros que possui?

Continuar lendo “Segurança Digital #3 – Como memorizar dezenas de senhas sem fazer esforço”
Anúncios

Fique rico com… o Linux?

Ultimamente o Pinguim Investidor tem falado bastante sobre a parte de investir, mas pouco da parte Pinguim. Esse post joga um pouco pro outro lado da balança, enquanto ainda se mantendo no tópico da finansfera.


O seu computador e o software que ele roda na superfície parecem indiferentes, quase imperceptíveis na vida corrida de hoje. Com a velocidade e ubiquidade do smartphone, ninguém mais tem tempo pra parar e tentar entender como funciona a tecnologia, basta apenas que ela funcione. Poderia ser que, utilizando um sistema livre, completamente aberto e modificável, e desenvolvido independentemente por milhares de voluntários ao redor do mundo, você poderia enriquecer? A incrível resposta é sim.

Eu sou um grande fã do GNU/Linux. Eu o considero um sistema estável, eficiente, leve nos recursos, e que, em retrospectiva, me ajudou a enriquecer bastante na vida, até mesmo quando eu não esperava. O enriquecimento foi imperceptível pela maior parte da minha vida porque de certa forma, o prazer de usar e aprender o Linux mascarou o processo, e quando olhei pra trás já havia acumulado um monte de coisa. Aqui estão algumas coisas que o Linux pode te ajudar em ficar rico.

Continuar lendo “Fique rico com… o Linux?”