podcast do pinguim

Podcast do Pinguim: Harland David Sanders e o Sucesso nascido do Fracasso

Qual é a receita do sucesso para você?

Muitos diriam que é uma mistura de ambição, planejamento, disciplina e conhecimento, mas para mim não há nada tão importante no caminho para o sucesso quanto o seguinte ingrediente-chave: persistência.

É somente através da persistência que conseguimos levantar de novo depois de uma queda, decepção ou falha. É a persistência que transforma situações de fracasso em oportunidades para aprendizado e melhoria. E foi uma persistência incrível, sobre-humana, que permitiu que Harland David Sanders tornasse sua humilde receita de frango frito numa das maiores redes de fast-food do mundo.

Neste episódio, falo sobre a história incrível de fracasso de Sanders desde a infância até as mais de mil tentativas frustradas de vender sua receita a outros restaurantes, e como ele finalmente alcançou o sucesso – bem depois dos 60 anos de idade.

O que esta história fascinante pode lhe ensinar? Descubra neste episódio.

Veja mais sobre a história de Sanders neste post que publiquei anteriormente no blog.


Quais outras histórias de fracasso como a de Sanders você conhece? Compartilhe aqui nos comentários.

Se você ainda não fez, aproveite para se inscrever no meu podcast na Anchor.FM ou Spotify onde posto semanalmente um novo episódio.

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor

podcast do pinguim

Podcast do Pinguim: Estratégia vs Execução

Quantas vezes pensamos em alguma idéia para algum negócio próprio para justamente desistirmos e pensarmos que não vale a pena pois alguém em alguma época já pensou nela antes. Não adianta, pensamos, porque a idéia não é original.

Modo errado de se pensar. Embora idéias originais têm potencial para revolucionar, é na execução delas onde o dinheiro realmente é ganhado. Telas de toque existem desde os anos 80, mas sua popularidade apenas começou a decolar por conta da execução correta do iPhone em 2007. Aplicativos de carona existiram antes do Uber, mas o conceito apenas decolou com ele. Isto mostra quão importante é a execução na hora de se promover uma idéia.

Adicionalmente, a importância que a execução tem nos inspira a conseguir atingir novos patamares. Por exemplo, se tentamos uma idéia e falhamos pela primeira vez, podemos focar mais na execução na segunda para ter sucesso, e buscar sempre a melhoria. Saiba mais como neste episódio.

Anteriormente havia postado um artigo similar a este tema, veja mais neste post.


Se você ainda não fez, aproveite para se inscrever no meu podcast na Anchor.FM ou Spotify onde posto semanalmente um novo episódio.

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor

Estratégia versus Execução: porque as idéias originais nem sempre são as que vingam?

Quem inventou a lâmpada?

Embora muitos apontem o empreendedor e inventor americano Thomas Edison como o pai da lâmpada elétrica moderna, e pioneiro da indústria elétrica moderna, a resposta completa não é tão simples assim. Edison não inventou a lâmpada “do zero.” Ele pegou uma idéia existente desde pelo menos 1841 de um cientista britânico e a aperfeiçoou, contando com a ajuda até de seu futuro rival Nikola Tesla. Porém, eventualmente com muita pesquisa e promoção, o produto se tornou tão popular que foi o suficiente para que ele se consolidasse como o “pai da lâmpada” e da eletricidade em meados dos anos 1880.

A história da invenção da lâmpada é um clássico exemplo da diferença entre a estratégia e a execução na hora de se lançar uma nova idéia no mercado. Em vários casos na história, inovações bem-sucedidas não foram à primeira vista um sucesso, precisando de uma segunda ou terceira proposta para conseguir conquistar o público. A tela sensível ao toque, popularizada pela Apple por seu lançamento do iPhone em 2007, existe desde os anos 80. Carros elétricos parecem hoje ser invenção da Tesla Motors, mas igualmente existem desde o fim do século 19, quando eram tão populares quanto os de gasolina. Até o empreendedor João Gurgel em 1974 apresentou seu primeiro carro elétrico comercial, época quando Elon Musk ainda era um bebê, e nem sonhava com qualquer possibilidade de criar a Tesla.

Por que, se estes pioneiros tiveram tanta genialidade há tanto tempo, eles não conseguiram obter o sucesso dos seus sucessores? Parte da resposta se dá por conta da importância que a execução, não apenas concepção, da idéia tem. A idéia, a estratégia, sem uma execução forte e definitiva não produz sucesso. Esta dualidade de design, pesquisa versus a promoção e execução está presente em quase todos os elementos do nosso cotidiano, e neste post vamos ver como este conceito pode fazer a diferença quando você quiser empreender.

Continuar lendo “Estratégia versus Execução: porque as idéias originais nem sempre são as que vingam?”