Retrospectiva do Pinguim 2020 – será que o ano foi tão ruim quanto disseram?

Como num piscar de olhos, o ano se fechou novamente. E ao contrário da crença comum, é realmente agora que a década de 2010 se fecha, e não em 2019.

Ao contrário do que tantos post das redes sociais pareceram dizer, eu não considerei 2020 o “ano perdido” da pandemia. Muito pelo contrário: ao olhar para trás e averiguar tanto os momentos positivos quanto os negativos, posso ver que o output do ano foi melhor do que o esperado. Porém, é da natureza primal do ser humano “esquecer-se” dos momentos bons e focar nos aspectos ruins da vida, o que nos torna pessimistas por natureza.

Estes aspectos causam nossa percepção a ser distorcida, e ao passo que nós podemos, sim, utilizar os nossos erros pessoais cometidos como uma ferramenta para apenas melhorar nossas vidas, a maioria de nós reage de forma negativa quando pensando demais nestes pontos negativos, podendo eventualmente até tocar na depressão.

Portanto, é importante de vez em quando parar e olhar para trás na sua próppria trilha e as coisas que você conquistou para identificar as coisas boas que aconteceram dentre os acontecimentos ruim. Não precisa ser no fim do ano ou porque é fim do ano – fazer esta revisão com regularidade pode ser uma fonte de felicidade e gratidão generalizada. É um ótimo exercício para o seu bem estar a longo prazo.

Para começar e exemplificar este experimento, neste post faço um recap das coisas boas que aconteceram comigo em 2020, embora a percepção majoritariamente ruim deste. Simbora!

100 inscritos no canal do Pinguim Investidor no YouTube

Há aproximadamente um ano atrás, lancei o canal do Pinguim Investidor no YouTube. Meu objetivo era de diversificar as mídias de publicação do meu conteúdo e experimentar uma dimensão nova de criação de conteúdo, além de ser um desafio pessoal e um exercício em falar em público e desenvolver um argumento com pouco ou nenhum preparo.

(Yup, se ninguém percebeu, eu preparo meus vídeos sem nenhuma edição ou script, apenas fazendo um breve brainstorm cinco minutos antes de gravar)

E prosseguindo com uma média de um vídeo semanal sobre diversos assuntos, vagarosamente mas definitivamente o canal alcançou o marco de 100 inscritos em Novembro.

Este marco, embora minúsculo na sombra dos diversos influencers que dominam a plataforma, me ofereceu motivação para continuar gravando mais vídeos no futuro, e a experimentar com outros formatos e estrutura de conteúdo. O que você gostaria de ver mais do Pinguim Investidor no YouTube em 2021?

Outros highlights no YouTube incluem a utilização de formatos alternativos, como o de storytelling visual para explicar sobre o custo de oportunidade e o viés da confirmação.

Lançamento do Livro do Pinguim Investidor

Em Maio deste ano, publiquei o primeiro livro da minha vida – RICAmente: Virando o Jogo Financeiro da sua Vida em 40 dias.

Este ato foi provavelmente um dos menos esperados da minha vida inteira, já que durante a maior parte dela a leitura foi literalmente inexistente. Precisei esperar até pelo menos os 22 anos para adicionar este hábito positivo consistentemente à minha rotina, e desde então fiz da leitura de um livro a cada duas semanas minha meta anual pessoal.

Ao escrever este livro, pensei em levar a dissertação e explicação de diversos conceitos de finanças pessoais e investimentos disponíveis neste blog e ter uma abordagem ainda mais pessoal, almejando explicá-los de uma maneira mais didática e oferecendo exemplos e exercícios práticos para que qualquer um consiga incluí-los em sua jornada financeira.

O livro se encontra disponível para o Amazon Kindle e também nos formatos EPUB e PDF.

Experiência de um Crash da Bolsa (com segurança)

Dizem que até as piores situações podem trazer boas lições e resultados se simplesmente conseguirmos alterar nossa percepção e enxergarmos o que elas nos trouxeram de benéfico.

Queda na bolsa não é uma brincadeira de qualquer forma, mas em retrospecto, o crash que tivemos em Março definitivamente não foi tão ruim quanto poderia ter sido. Para isso, tenho só o que agradecer que tanto o meu emprego continuou estável, e que mantive minhas reservas de emergência e oportunidade para aproveitar a oportunidade única de comprar os mesmos ativos virtualmente igualmente produtivos por um preço bem menor.

Só posso pensar como esta situação poderia ter sido radicalmente diferente se esta fosse a alguns anos atrás, quando estive desempregado, e não uma fonte de renda alternativa disponível. Realmente estar preparado do ponto de vista da segurança financeira fez a diferença completa.

(Re)aprendizado nas ciências da computação

Como estive falando em quase todos os episódios do Podcast do Pinguim este ano, a quarentena pós-pandemia também trouxe mais tempo para que pudéssemos realizar aquilo que anteriormente desejávamos, mas não tínhamos tempo para fazer.

E não estou falando da procrastinação generalizada que veio a surgir do modelo Home Office desde março. Eu já havia escrito anteriormente que é possível “comprar” até duas horas da sua vida de volta para seu dia simplesmente acordando um pouco mais cedo e aproveitando lacunas de tempo parado. Com o advento do home office, este tempo comprado expandiu ainda mais: você não precisa mais perder tempo com a viagem até o escritório, e nem em procurar restaurantes para comer.

Utilizando este tempo “achado” na maior parte do ano, aproveitei para voltar a um hobby que há muito tempo queria colocar em prática novamente: administração de sistemas Unix e programação. O primeiro veio na forma de uma computador minimalista e interessante, altamente configurável – o Raspberry Pi, com o qual pude criar um servidor caseiro para armazenamento de rede e para alguns serviços externos com software livre.

Raspberry Pi 4B

Em paralelo, retomei ao aprendizado de linguagens de programação, aperfeiçoando no Python e esecificamente começando a aprender a linguagem e programação C. Ainda tinha algumas dúvidas se esta era a escolha certa dado que existem outras línguas de baixo nível mais modernas e com foco em segurança como Go e Rust, mas ainda assim, até hoje depois de 50 anos de existência, a linguagem C domina o desenvolvimento de sistemas operacionais, então estou certo.

Estabelecimento e amadurecimento da Cash Cow

Um dos grandes prazeres desde que conheci o FIRE é acompanhar o crescimento da minha renda passiva oriunda dos meus investimentos ao longo dos meses. Em meados de 2019, comecei a publicar um sumário da minha performance mensal.

Em 2020 não só consegui atingir o marco dos R$1000 ao mês de forma extraordinária logo antes da queda em março, mas também ao longo do tempo consegui aumentar o patamar culminando em consistentemente conseguir receber mais de um salário mínimo ou parcela de seguro-desemprego de forma passiva todo mês.

Ter estabelecido uma cash cow consistente e que poderia me segurar temporariamente caso alguma interrupção na minha fonte de renda principal ocorra é certamente uma das minhas maiores conquistas pessoais este ano.

Aproximação do objetivo FIRE

E em paralelo a tudo o que aconteceu, não posso deixar de dizer sobre a minha maior conquista de toda: ter me aproximado dos meus objetivos FIRE em 2020.

A crise pode ter soado como uma reversão nas finanças, de voltar no tempo alguns meses, mas como todos aqueles que souberam manter a calma e navegar mares onde possuímos pouco controle sobre as ondas, ela também me serviu como uma chance de pular em um trampolim – você precisa abaixar e contrair a superfície antes de dar um salto enorme.

Será que estou pronto ou prestes a me aposentar já? Afinal, este tem sido um dos temas que recentemente tenho comentado. Pessoalmente, acredito que ainda não, mas é bom olhar para trás de vez em quando e ver como melhoramos ao longo do tempo. Além disso um planejamento de segurança me diz que preciso aumentar bastante ainda as margens. Este será o objetivo do ano que vem.


Que viagem! Quando paro para pensar sobre como cada um desses acontecimentos melhorou minha vida de uma forma que eu não tinha em 2019, e me sinto agradecido em relação a isso. Embora prevê-lo é difícil, espero que em 2021 as lições deste ano continuem trazendo resultados, e que muitas outras venham, pois estou sempre em processo de aprendizado.

E você, já fez a sua retrospectiva este ano? Que coisas boas aconteceram para você embora uma situação relativamente difícil? Escreva nos comentários.

Abraços e feliz ano novo para todos!

Pinguim Investidor

2 comentários sobre “Retrospectiva do Pinguim 2020 – será que o ano foi tão ruim quanto disseram?

Deixe uma resposta para Sempre Sábado Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s