Você vive pra apagar incêndios nas suas finanças?

Existe uma anedota bem conhecida sobre gerenciamento de processos sobre o ovo e a galinha: qual dos dois veio primeiro? Logicamente, não há uma resposta coerente para esta pergunta, e tentar resolvê-la simplesmente irá gerar um loop infinito, onde afirmar que foi um simplesmente levanta a pergunta “ok, mas quem o gerou não foi o outro?”

Esta situação engraçadinha e à primeira vista inofensiva pode ter um efeito devastador quando considerado ao longo de processos ocorrendo simultaneamente, tal como em programas de computador onde é conhecida como condição de corrida. Esta, por sinal, frequentemente é a razão pela qual o seu computador ou eletrônico travam.

A forma mais sensata de se resolver o problema do ovo e da galinha, ironicamente, é simplesmente não criando o problema em primeiro lugar. Você não precisa se preocupar se foi o ovo ou a galinha que veio primeiro se nunca precisar fazer esta pergunta. Pode parecer óbvio, mas por falta de visão ou pensar criativamente, muitas pessoas acabam caindo neste dilema em diversas partes do seu cotidiano sem nem suspeitar.

Se você não acha que pode cair no problema ovo-galinha se tratando de finanças, está enganado. Enriquecer também é um processo, e determinadas partes dele também podem cair numa espécie de loop infinito e insaciável. A manifestação mais clara (e perigosa) do problema do ovo e da galinha nas finanças pessoais na minha opinião é a síndrome do constante incêndio financeiro.

Esta situação é bem comum hoje em dia, por conta da precária educação financeira da população, e se manifesta por constantes reclamações sobre a própria situação financeira e dizer que o indivíduo nunca tem dinheiro para nada.

“Não tenho dinheiro no fim do mês porque não consigo economizar; não consigo economizar porque tenho que pagar todas estas contas; não consigo pagar estas contas porque não tenho dinheiro”

Soa familiar?

Tentar resolver esta situação de maneira bruta é equivalente a tentar descobrir se foi o ovo ou a galinha que veio primeiro. Infelizmente, na maioria dos casos a pessoa já se encontra dentro do problema quando se depara que deve resolvê-lo, então evitá-lo não é mais possível. Por outro lado, é possível quebrar este ciclo se simplesmente seu esforço for concentrado e direcionado da maneira certa. Neste post, iremos explorar como.

Causa e consequência

Dívidas acumulando, parcelas de cartão de crédito sem fim, incapacidade de pagar suas próprias contas… todas estas coisas são manifestações de incêndios financeiros: situações destrutivas ao seu patrimônio e que, se não tratadas rapidamente, irão se alastrar e só piorar. Consequentemente, elas são emergências e devem ser tratadas o mais rápido possível.

A pior forma de lidar com estas situações seria se negar a acreditar que são emergências e simplesmente tentar a vida normalmente enquanto nos bastidores o seu patrimônio financeiro está literalmente pegando fogo. Você já deve ter ouvido alguém reclamar sobre parcelas de cartão de crédito que nunca acabam ou algum outro problema financeiro e, sem terminar a frase, mencionam como querem conhecer aquele restaurante gourmet novo, ou na roupa ou eletrônico novo que querem comprar. Esta atitude simplesmente irá manter o incêndio financeiro queimando por mais tempo, danificando mais o patrimônio.

Dívidas e outras emergências financeiras são um incêndio literal no seu patrimônio. Você duvida? Experimenta só deixar de pagar durante um mês pra ver só. Crédito: Maluzeando Lettering

Por outro lado, agir no imediato apenas e não se atentar nas causas do incêndio em primeiro lugar é igualmente desastroso: este leva ao ciclo vicioso do incêndio, tornando-o infinito e sem solução aparente. Pagar apenas o valor mínimo das parcelas, juntar apenas o mínimo necessário para pagar as contas do mês, pegar empréstimo para tentar cobrir o valor das contas, todas estas táticas são relevantes para tentar solucionar o problema de imediato (apagar o incêndio), mas não consideram o problema maior de longo prazo: a causa-raíz.

Pegar dinheiro emprestado hoje para pagar uma conta já atrasada pode lhe comprar algumas semanas a mais de tranquilidade mental, mas nos bastidores um novo incêndio já está se formando: você simplesmente eliminou uma dívida para pagar outra. É equivalente a tentar matar uma erva daninha simplesmente cortando o caule fora – dado tempo suficiente, ela simplesmente irá crescer novamente.

Como já instruía Alan C Fox em seu livro People Tools, quando pensamos em resolver algum problema, temos que resolvê-lo para frente, buscando torná-lo à prova do futuro. Quando realizamos desta forma, estamos “investindo” mais tempo hoje, mas com a certeza que no futuro nunca mais teremos que lidar com isso mais. Existe alguma analogia melhor ao processo de investir do que essa?

Claramente, portanto, é necessário agir além das consequências e atacar as causas dos seus problemas financeiros. Embora identificar a causa raíz soa como uma investigação difícil, na prática é bem mais fácil graças a uma técnica de orçamentos: o raio-X financeiro.

Quais são as suas goteiras financeiras?

Qual melhor forma de realizar a anamnese financeira senão olhar debaixo do microscópio como o seu dinheiro se comporta ao longo do mês? Este é apenas um dos benefícios que um orçamento pode lhe trazer.

Chato para alguns, essencial para outros, não podemos escapar da sensação de “limitação” que a palavra orçamento nos passa. A verdade, porém, é que da mesma forma que uma reeducação alimentar transforma nosso apetite de maneira persistente (ao contrário de uma dieta, que é temporária), o orçamento nos auxilia a nos conscientizar de nossos gastos e a consequência financeira que nossos hábitos possuem. Mas para criá-lo, temos primeiro que passar por um raio-X financeiro.

Para isso, é suficiente anotar todos os gastos que você possui durante um mês inteiro, não importanto quão pequeno sejam, para identificar como estão distribuídos os seus gastos. Esta é uma técnica útil para identificar quais são as “goteiras” do seu dinheiro, para onde o seu salário está indo, e também uma ótima oportunidade para refletir sobre alguns dos seus hábitos de consumo. Pode ser que alguns deles não estejam agregando tanto valor quanto você imagina, tal como minha experiência com a bebida.

Armado do raio-X dos seus gastos financeiros, se você constantemente se encontra em situações de incêndios financeiros, procure identificar o que impede você de extinguí-los por completo. Para onde vai o dinheiro que falta para você acabar com alguma dívida por completo, ou mais rapidamente? Quitar suas contas todos os meses e ter dinheiro sobrando para conseguir aportar, dando assim o primeiro e mais importante passo para melhorar a sua situação financeira?

Seus insights nesta fase serão importantíssimos para diagnosticar a causa e conseguir extinguir de vez, para sempre, quaisquer incêndios financeiros que você pode possa estar tendo no momento.

Quebrando o ciclo e resolvendo o problema

Ciclo vicioso de apagar incêndio e ganhar dinheiro apenas para apagar outros incêndios. Imagem providenciada por Vida Rica.

A verdade é que somente identificar a causa-raíz é apenas uma parte do processo de resolver o problema financeiro, especialmente quando se trata de um loop como o problema do ovo e da galinha. Como mencionei no começo do post, a melhor forma de se resolver este tipo de problema é não se envolvendo nele em primeiro lugar. Felizmente, a segunda melhor forma é quebrando o ciclo e escapando dele por completo.

Para escapar um incêndio financeiro, é necessário utilizar uma “tática de choque,” onde ao invés de calma e balanceadamente aplicar nosso esforço e recursos para resolver um problema, concentramos todas nossas forças nele para o eliminarmos de uma vez por todas. Graças ao orçamento que você fez no passo anterior, porém, você agora sabe exatamente onde aplicar esta estratégia:

  • Você tem problema em gerar caixa para cobrir seu custo de vida todo mês? Elimine seus gastos-não essenciais, incluindo restaurantes e outros entretenimentos caros e quite todos seus pagamentos de uma vez por todas.
  • As dívidas viraram uma bola de neve? Lute contra o avalanche e direcione 100% do seu dinheiro livre, pós-pagamento de contas para quitá-las o mais rápido possível.
  • Seus cartões de crédito escaparam seu controle e você não está conseguindo pagar suas parcelas? Congele o uso deles e passe a pagar tudo no dinheiro ou depósito bancário.
  • Sai sempre no “zero-a-zero” financeiro todo mês e não consegue aportar para conseguir investir? Reveja seu estilo de vida e considere trocar alguma categoria de gasto de prazer imediato por segurança financeira futura. O seu eu futuro agradece.

Etecetera. É importante perceber, porém, que ao aplicar esta tática, você deve maximizar o seu efeito. Em outras palavras, ataque diretamente na jugular da causa do seu problema, e não simplesmente cause um arranhão. O grande esforço imediato é o que permite a você quebrar o ciclo vicioso e essencialmente se libertar desta condição frustrante. Quando você emergir, estará numa situação muito mais confortante.


Provavelmetne todos nós já estivemos numa situação de incêndio financeiro numa época ou outra de nossas vidas, com impactos variantes, mas a verdade é que no fim sempre conseguimos vencê-los. Qual situação de incêndio você já teve na sua vida? Como fez para extinguí-lo de vez? Escreva nos comentários.

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor

3 comentários sobre “Você vive pra apagar incêndios nas suas finanças?

  1. Pingback: Bounty hunters: mais uma ótima razão para manter suas finanças em dia – Pinguim Investidor

  2. Pingback: A importância de começar – como dar o primeiro passo mesmo sem saber de tudo? – Pinguim Investidor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s