Carro próprio é o pior investimento que você pode fazer

Se eu tivesse que nomear o infâme pódio dos piores investimentos do mundo, rankeado em primeiro lugar não estaria o COE, os produtos bancários, e nem mesmo a poupança. Quem levaria o troféu – de lavada – seria o bom e velho carro próprio, que tantos insistem em chamar de “investimento” embora zilhões de motivos indicando o contrário.

Não há dúvida que o carro é uma ótima invenção, conveniente para alguns e crucial para outros, e para determinadas famílias ou pessoas morando em lugares remotos, pode ser um bem necessário. Mas nada disso muda o fato que ele é um passivo financeiro, e nunca irá trazer mais dinheiro para você do que ele lhe custa.

Quer um investimento de verdade? Compre ativos.

Aprenda mais sobre isso neste episódio.

Não posso desmerecer o carro por completo: realmente algumas pessoas dependem dele por diversas razões, e eles são mesmo bem convenientes embora seus custos. Por isso, escrevi anteriormente um pequeno guia sobre como comprar um carro com a consciência do investidor, e levando em a curva de depreciação para a sua própria vantagem.


Você conhece alguém que considera carro um investimento? Como considera o carro em meio aos outros investimentos que você possui? Escreva nos comentários.

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor


Se você gostou deste vídeo, inscreva-se no meu canal para não perder nenhuma outra publicação minha no futuro. Lembre-se também de deixar o seu Like e compartilhar nas redes sociais para ajudar a levar esta mensagem de desenvolvimento pessoal para o maior número de pessoas possível.

10 comentários sobre “Carro próprio é o pior investimento que você pode fazer

  1. Não há dúvidas de que carro é um passivo. Problema é viver sem carro no Brasil. Na cidade onde moro o transporte público é um lixo. Ônibus vivem cheios e demoram pra passar.
    Já fiz contas de qual compensaria mais: carro próprio, contrato de aluguel ou Uber. No meu caso, infelizmente, é ter carro próprio.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Olá Garota!

      Eu imagino. Acredito que há sim muita coisa que o carro pode auxiliar, mas dependendo do estilo de vida ou das necessidades, acredito que há muito que pode ser economizado com alternativas. E se é realmente necessário, eu digo vai em frente.

      Pra mim, Uber (ou até mesmo táxi) quando necessário é muito mais barato.

      Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, laureado.

      Ganhar dinheiro é bom, mas temos que focar nos dois. Ninguém fica rico gastando tudo o que tem – mesmo que sejam milhões.

      Outra coisa: é uma coisa gastar dinheiro investindo em algum negócio próprio ou outro ativo, que terá uma renda futura previsível, versus gastar num passivo que garantidamente não trará retorno.

      Você quer gerar valor? Faça uma especialização, compre cursos, abra uma franquia ou empresa. Isso lhe trará retorno. Gastar com carro, casa ou viagem? Só prejuízo.

      Mas isso, claro, só se você insistir que estas coisas podem ser chamadas de investimentos.

      Abraços e seguimos em frente!

      Curtir

  2. Pingback: O problema de dez reais versus problema de dez mil reais – Pinguim Investidor

  3. Pingback: Estudo de caso: o que você faz quando a mangueira de dinheiro seca? – Pinguim Investidor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s