O dinheiro como uma ilusão do valor: como encarar o dinheiro para usufruir dele ao máximo?

Quando ouço frases como “Não quero investir em ações porque é arriscado,” “a bolsa está caindo, não é uma boa hora para investir,” entendo que quem fala não compreende qual é o verdadeiro valor do dinheiro.

A verdadeira percepção de risco está naquilo que você entende ou não. Frequentemente quem não entende o funcionamento do mercado, suas oscilações e ciclos é o primeiro a chamá-lo de arriscado, quando existem outras formas de investimentos com riscos muito maiores e disfarçados. Saber tratar o dinheiro como uma ilusão auxilia na hora de lidar com a psicologia de investir. E, em casos de percepção de pânico na bolsa como o cenário atual com o coronavírus em fundo, ter esta percepção correta é mais importante do que nunca.

Mencionei este conceito anteriormente num outro post, onde abordei o conceito de volatilidade vs risco, e me aprofundo mais neste vídeo.


Como você faz para lidar com o impacto psicológico de investir? Já chegou a considerar o dinheiro como uma ilusão? Escreva nos comentários!

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor


Se você gostou deste vídeo, inscreva-se no meu canal para não perder nenhuma outra publicação minha no futuro. Lembre-se também de deixar o seu Like e compartilhar nas redes sociais para ajudar a levar esta mensagem de desenvolvimento pessoal para o maior número de pessoas possível.

Fechamento Fevereiro 2020 – apertem os cintos!

Carnaval molhado, pânico na bolsa, ameaça do coronavírus e outras emoções grandes oscilaram Fevereiro deste ano bissexto. Será que é finalmente o fim dos tempos? Será que não teremos mais bons ventos financeiros, e que finalmente acabou o grande bull run iniciado no ano passado?

Independente dos acontecidos, estou mais otimista do que nunca quanto aos investimentos. A verdade é que o pânico no fim de Fevereiro deixou muitos abalados e aterrorizados, achando que seus patrimônios estão em risco quando a causa nem endêmica ao mercado brasileiro é. Mas e o Pinguim, saiu ileso em meio à carnificina toda?

A verdade é que não: como todo mundo investido, eu tive minhas perdas também. Mas ainda assim, não deixei que estas se tornassem razões para me abalar. Não foi prazeroso, como “rei da Bolsa” Luís Barsi afirmou, mas não é motivo para cair em depressão. De fato, eu passei esse período como qualquer outro na vida.

Vamos ver como me saí finaceiramente.

Continuar lendo “Fechamento Fevereiro 2020 – apertem os cintos!”

Um hábito que mudou a minha perspectiva de vida

Imagine um hábito que poderá revolucionar a forma que você aprende coisas novas na vida, despertar a sua curiosidade, melhorar o seu humor, te motivar a sempre se desenvolver mais e que tem um custo bem baixo.

Meditação? Terapia? Focus Groups? Mentores no ambiente de trabalho? Nada. Estou me referindo ao hábito da leitura.

Se eu tivesse que me referir a um único hábito que mais conseguiu transformar a minha vida, sem dúvida alguma este seria a leitura. Olhando para trás, posso identificar na leitura a minha razão para ter me desenvolvido pessoalmente, enriquecido, e ter instituído para sempre uma mentalidade de crescimento constante. E tudo isso numa época em que eu acreditava ser impossível avançar na vida, e até quando eu nunca havia lido um livro voluntariamente.

Se você já estudou sobre os milionários e os casos de sucesso do mundo, provavelmente já notou que eles também foram pessoas que leram muito no decorrer de suas vidas, com alguns exemplos mais destacados como Bill Gates, que lê um livro por semana, ou Warren Buffett, que lê 500 páginas de conteúdo financeiro diariamente. A correlação não é mera coincidência: o hábito de leitura, a capacidade de absorver conhecimento a mais do que a média é um dos fatores de sucesso.

Muitos são rápidos para dispensar a leitura como uma possível fonte de sucesso por ser aparentemente uma tarefa passiva, e que não é possível conseguir obter sucesso apenas capturando informação e conhecimento. Porém, esta opinião sobre a leitura é miópica, e falha ao compreender a parte mais poderosa do hábito de ler: a sinergia desenvolvida entre a leitura e o desenvolvimento pessoal.

Como simplesmente começar a ler conseguiu transformar a minha vida? Vejamos neste post.

Continuar lendo “Um hábito que mudou a minha perspectiva de vida”
podcast do pinguim

Podcast do Pinguim: a tragédia de ganância e sardinhagem da Atlas Quantum

Em 2019, a arbitradora de criptomoedas Atlas Quantum se tornou alvo de investigação da CVM por ter sido acusada de organizar um esquema de pirâmide financeira. Investidores foram atraídos por promessas de ganhos astronômicos e, quando seus rendimentos foram caindo e se tornando prejuízo, tomaram uma grande surpresa ao ver que não poderiam resgatar seus investimentos quando mais precisavam

Podemos traçar vários erros na parte dos investidores nesta história, e o acontecimento fica de lição para futuras versões desta mesma situação: ganância, impaciência e ignorância do investidor iniciante. Saiba mais neste episódio, baseado num post que escrevi anteriormente.

Continuar lendo “Podcast do Pinguim: a tragédia de ganância e sardinhagem da Atlas Quantum”

Qual é a importância do fluxo de caixa na busca do FIRE?

O objetivo máximo que buscamos quando estamos investindo e preparando nosso futuro financeiro é renda passiva. Direta ou indiretamente, todos os nossos movimentos financeiros são planejados com o objetivo de se obter renda passiva deles no futuro. Por isso, eu considero o fluxo de caixa um conceito crucial quando avaliando a sua saúde financeira.

Saber o quanto você recebe mensalmente sem precisar trabalhar é um exercício importante para rastrear o seu progresso FIRE. E no momento que todo o seu fluxo de caixa consegue cobrir suas despesas mensais, você alcança a condição conhecida como independência financeira.

É imprenscindível começar a considerar a sua renda passiva total como a medida mais próxima da sua saúde financeira.

Expliquei sobre um conceito similar anteriormente, chamado de Cash Cow.

E você, considera mais importante ter renda passiva ou valorização dos ativos quando se trata de investimentos? Escreva nos comentários.

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor


Se você gostou deste vídeo, inscreva-se no meu canal para não perder nenhuma outra publicação minha no futuro. Lembre-se também de deixar o seu Like e compartilhar nas redes sociais para ajudar a levar esta mensagem de desenvolvimento pessoal para o maior número de pessoas possível.

“Não é suficiente, então não vale à pena.”

Mesmo que eu siga os seus conselhos e corte este gasto recorrente da minha vida, só estarei economizando uns R$80000 ao longo de dez anos, e isso não é suficiente para se aposentar. Portanto, pra mim não vale a pena o esforço e o sacrifício.

Quantas vezes já não tentamos convencer alguém a economizar mais e viver uma vida mais eficiente financeiramente apenas para que esta pessoa trágicamente conclua que ela não conseguirá economizar o suficiente para se tornar FIRE e, por isso, conclui que é inútil tentar.

Esta visão de curto prazo e imediatismo é a causa mais comum pela qual as pessoas não conseguem enriquecer em primeiro lugar. É uma relação direta com a mentalidade de quem não consegue economizar ou aportar a mais. O imediatismo é a razão pela qual as pessoas desistem de tentar qualquer coisa que não dê resultados em menos de um ano, ou precise sacrificar alguma coisa que não traga um retorno imediato que justifique esta “privação.”

O problema é que na mesma moeda, esta mania de ver tudo no curto prazo é a mesma razão pela qual a maioria nunca irá enriquecer. Cada vez que você se convence que R$80000 lá na frente não é o suficiente, R$40000 não é suficiente, ou até mesmo R$10000 no fim de dez anos não são suficientes, você está se colocando mais fundo numa posição de não enriquecimento, de mediocridade financeira. Isso é porque esta visão e mentalidade ignoram a capacidade que temos de combinar economias e apreciá-las de uma maneira similar aos juros compostos, e também da capacidade humana de se motivar e conseguir poupar ainda mais. Vou detalhar mais sobre esse tópico a seguir.

Continuar lendo ““Não é suficiente, então não vale à pena.””