Qual é a cara que o sucesso tem para você?

Nós adeptos do FIRE estamos acostumados a ter planejamento, metas e objetivos bem-calculados que utilizamos para focar nossos esforços e nos guiar durante a execução. Ter estes objetivos financeiros nos auxilia e nos motiva a continuar no caminho quando temos dificuldade ou nos falta motivação. Começando do despertar financeiro e amadurecendo nossa educação financeira, temos um plano e objetivo financeiro bem definido, nos guiando como um farol no horizonte.

Para muitos, porém, esta certeza e constância pode não ser tão exata quanto os números de patrimônio que obtemos através da Regra dos 4%. Muitos ainda estão condicionados através de seus arredores e a sociedade para seguir algum tipo de modelo pré-fabricado de vida: estudar, fazer faculdade, arranjar um trabalho no nível mais baixo, trabalhar e subir na hierarquia gradativamente, criar uma família, se aposentar como diretor e se aposentar na velhice. Ou entram na onda do materialismo e assim que o primeiro salário cai, a corrida de gastos começa: comprar o primeiro carro, financiar a primeira casa, trocar de carro assim que a primeira promoção acontece, reformar e/ou trocar de casa, enquanto usam cada lacuna de folga para participar de viagens para longe e de duração curtíssima apenas para produzir fotos bonitas para o Instagram. Tudo isso enquanto suas finanças derretem.

Não podemos apontar dedos para quem segue estes “roteiros” cegamente porque, de uma forma ou de outra, até quem é FIRE regrado não tem seus objetivos de vida 100% definidos. Ao passo que muitos se esquivam da velha pergunta sobre “o que é o sentido da vida,” é prudente fazer este questionamento conosco mesmos de vez em quando. Além de nos trazer uma boa oportunidade para trazer consciência em nossas vidas, a verdade é que se você não descobrir qual é a sua própria definição de sucesso, outra pessoa irá definí-lo por você – e usar isso para te vender seus produtos.

E embora não queremos mergulhar em filosofia teórica eterna, temos que pensar nesta definição com uma certa regularidade. E isso pode ser feito respondendo uma pergunta simples: qual é a cara do sucesso para você?

Percepção de Valor: a chave para viver uma vida com realização

Como quase tudo que aprendi com na procura do FIRE, todas as ações e decisões que você toma no dia-a-dia devem ser alinhadas com a sua percepção de valor. Estamos falando daquele conceito de alinhamento preço-valor As suas ações estão congruentes com os seus objetivos de vida? Você tomou alguma decisão hoje que te trouxe mais perto dos seus sonhos e objetivos? São estes tipos de reflexão que você precisa fazer com uma certa frequência para achar significado na vida.

Quando falhamos em avaliar nossa vida desta forma, abrimo-nos para que algum terceiro implante uma idéia sobre quais valores deveríamos estar perseguindo ao invés dos nossos. Esta sugestão começa de uma forma sutil, na forma de uma propaganda aqui e outra ali, mas se não pararmos e cuidarmos de nossa percepção, estas meras sugestões se tornam emoções mais fortes, culimando em formas de desejo indistinguíveis de uma necessidade fisiológica. “Veja só o que o fulaninho está vestindo.” “Olhe o que a sicraninha comprou.” E eventualmente FOMO toma conta, e convencemos a nós mesmos que são estas as coisas que precisamos para ser felizes.

É necessária muita disciplina para passivamente “resistir” a estes estímulos, especialmente quando a indústria de propaganda e marketing gasta anualmente alguns 240 bilhões de dólares para garantir que são as idéias deles que irão se manifestar como sua forma de desejo. Da próxima vez que você sentir algum impulso para comprar alguma coisa, pense nisso: há uma grande chance que não é você de fato que queira comprar, mas sim a força de bilhões de dólares empurrando o produto para você.

Há várias técnicas que você pode utilizar para averiguar o valor em meio a este turbilhão de emoções. Mas a mais forte que encontrei não foi olhar para fora e calcular o valor perdido na compra do passivo, ou comparar com o valor em horas trabalhadas na vida. Não, a melhor forma de fazer isso é na introspectiva.

Introspectiva: reconhecer a fonte da felicidade

Olhar para dentro e ver aquilo que lhe faz “ticar” é o segredo para desenvolver a sua felicidade ao longo prazo. Passe por todas as camadas daquilo que lhe compõe e pergunte repetidamente em cada parada: se eu não tivesse isso, como eu seria afetado? O que me restaria? Por exemplo:

  • Se eu não tivesse meu carro, como seria afetado?
  • Se eu não tivesse essa casa, o que me restaria?
  • Se eu não tivesse o meu patrimônio atual, como eu sobreviveria?

Fazendo estas perguntas camada após camada irá lhe possibilitar uma introspectiva sobre o que é aquilo que realmente lhe traz valor; quanto mais embaixo, mais difícil é sobreviver sem tal coisa. No fundo desta hierarquia, temos conceitos abstratos, como amor próprio, afeto, saciação e segurança, mas acima destas, vemos quais são aqueles valores que realmente nos são cruciais para viver. E são nestas respostas que se têm os insights mais valiosos sobre o seu estilo de vida.

Se você se considera minimalista, ou aspira ser, o que lhe sobraria se não fosse a maioria de suas possessões? Se você é um adepto do FIRE, o que lhe sobraria sem suas reservas de emergência ou seu dinheiro líquido que poderia ser utilizado para uma indulgência esporádica? As conclusões serão poderosas.

Tais conclusões poderão lhe ajudar a pintar como o sucesso se parece para você. Alguns conceitos podem ser substituídos e evoluídos dependendo da sua resiliância e capacidade de se adaptar a mudanças, mas alguns conceitos-base da sua vida permanecerão.

Se você não conseguiria viver sem um certo nível de patrimônio ou conforto básico, este patamar pode significar o sucesso para você. Se viver com a menor quantidade de possessões materiais lhe traz uma grande felicidade, esta é a uma das caras do sucesso para você. Se seu trabalho atual já traz a maior quantidade de realização que você já experimentou na vida, você já é a cara do sucesso (e um sucesso raríssimo, na minha opinião). A definição do sucesso vinda de dentro é a verdadeira chave para uma vida de realização pessoal – longe de ser aquilo que a televisão lhe mostra.

É tornando o jogo “vencível” desta forma que podemos finalmente entender como o FIRE, com as suas metas definidas e conceitos adaptáveis à sua realidade, é uma excelente forma de definir a cara específica do sucesso individual.


Qual é a cara do sucesso para você? Como você fez para descobrí-la? Escreva nos comentários.

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor

4 comentários sobre “Qual é a cara que o sucesso tem para você?

    1. Fala Engenheiro!

      É verdade, acaba que com o passar do tempo, a repetição das tarefas e enxergar os resultados, a disciplina financeira se torna o “normal,” esquisito é ver todo mundo jogando dinheiro fora.

      Aumentar a renda é um desafio de muitos, incluindo eu. Tem planos pra começar algum negócio online ou no seu tempo livre?

      Abraços e seguimos em frente!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s