Feliz dia Mundial da Poupança!

Saudações, investidores! Outubro é o mês da virada do tempo; no hemisfério sul, temos o começo da primavera deixando o inverno, e no norte, o tempo começa a esfriar com o outono. Esse friozinho indica a época das colheitas e, com o escurecer mais cedo, vem também o feriado do Halloween no dia 31, o dia das bruxas nos países anglofônicos. A tradição se tornou tão popular e festejada, porém, que muitos outros países na Europa e o mundo adotaram a tradição, e hoje vemos comemoração de Halloween em países onde nem Outono é, como no Brasil (o que é uma jogada de marketing genial).

Para mim, porém, esse dia tem um significado mais importante, poreḿ menos conhecido: o Dia Mundial da Poupança. É isso mesmo; um dia onde se celebra – mundialmente – o ato de poupar! Acredito que não existe uma celebração que combina mais com a finansfera que esse. E para quem acha que esta é uma celebração recente, pense de novo: ele é celebrado desde 1924, quando foi acordado na Europa entre vários economistas e banqueiros..

É meio irônico que em meio ao consumismo do Halloween (festas, bebidas, tematização), temos um dia vizinho frugal que glorifica justamente o aporte. O que podemos aprender com esta celebração tão mais produtiva e útil do que o Halloween?

A origem do dia Mundial da Poupança

O dia mundial da poupança foi criado em 1924 em Milão, na Itália. No último dia de um evento internacional – o congresso mundial de bancos de poupança – os organizadores decidiram que como um marco comemorativo deste avanço social o dia 31 de Outubro deveria ser comemorado por atos financeiramente produtivos, e aí nascera o dia Mundial da Poupança.

O congresso internacional buscava restaurar fé e consciência no ato de poupar, construindo em cima de uma tentativa anterior chamada World Thrift Day, onde o objetivo era apenas gastar menos.

A concepção deste dia foi de alta relevância naquele ano: os países vizinhos ainda estavam sofrendo com os impactos econômicos deixados pela Primeira Guerra Mundial. Inflação descontrolada na Alemanha, por exemplo, levara as pessoas a perderem a confiança no conceito de poupar e no dinheiro em si. E nos EUA, onde o impacto fora geralmente positivo, um consumismo descontrolado também contribuiu para que a ilusão de uma boa economia não tornasse necessário poupar e ter reservas de emergência.

Certamente, os tempos difíceis conseguem convencer melhor as pessoas da relevância que a poupança tem na vida. Nos tempos relativamente prósperos e sem conflito que vivemos hoje, porém, fica fácil abstrair desta necessidade. O que podemos tirar de lição daqui?

A hora para melhorar a sua vida financeira é agora

Não existe melhor hora ou época para começar a se preparar financeiramente do que agora mesmo. Quem se ilude que investimentos devem ser feitos apenas pelos jovens, ou que agora está na hora de usar o dinheiro ao invés de investí-lo perde uma grande oportunidade de enriquecer.

Na época da concepção do dia mundial da poupança, as pessoas tinham problemas como racionamento de comida, falta de energia, conflitos, possibilidade de guerra… e mesmo assim várias economias floresceram neste período. Sem estes impecílios e barreiras no caminho, não há porque atualmente não possamos melhorar nossas vidas financeiras, exceto talvez por uma cultura de consumismo e conforto excessivo que se instalou na nossa rotina.

Como escrevi anteriormente, a maioria das pessoas não consegue entrar neste mindset para enriquecer e conseguir alcançar a liberdade financeira; para você alcançar este objetivo, terá que tomar uma decisão crucial em se afastar da média da população. Começar a se conscientizar e melhorar os aportes é um ótimo ponto de partida, especialmente se você não consegue economizar atualmente.

A pergunta que fica é: como você vai começar a fazer isso hoje mesmo?

O que você vai fazer para melhorar o seu aporte mensal?

Começando este ano, comemore o dia 31 de Outubro de uma forma mais produtiva que o dia das bruxas: faça um acordo com você mesmo que você irá melhorar a sua situação financeira.

Para fazer isso, soluções simples e eficientes são mais desejáveis que as complicadas que nos desencorajam a aprender. E, felizmente, neste caso não poderia ser mais simples: aumente as suas economias mensais.

Para mim, aumentar a economia é um jogo que eu jogo contra mim mesmo e sempre busco melhorar; já passei por 40% de aporte e até mesmo quebrei uma vez a barreira dos 50. Mas dependendo da sua situação financeira, este primeiro passo para você pode ser economizar 10% do salário líquido. Não há problema em começar devagar, contando que você pelo menos comece. 10% inicialmente, depois se organizando pros 20, 30… e assim em diante.

Uma vez que isso ficar fácil, ótimo. Gradue para os assuntos mais avançados e aprenda mais sobre como investir. Lembrando que o aprendizado aqui nunca é finito, e há vários recursos na finansfera que você pode começar a usar.

Feliz Dia Mundial da Poupança a todos! Que seus aportes sejam grandes, e seus investimentos sejam sábios!

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor

Anúncios

2 comentários sobre “Feliz dia Mundial da Poupança!

  1. Poupar é hábito. Diria que é igual começar uma atividade física. Exemplo: vc já está há alguns anos sedentário e nos check-ups de saúde começam a aparecer algumas alterações. Aí vc liga o alerta, pois há algo de errado. Pois bem, vc dá início nas atividade físicas com o objetivo de melhorar sua saúde. Todo mês vc vai na academia, no começo vc pensa em desistir, mas passado alguns meses todo seu esforço começa a dar resultado e quando vc percebe já se passou meio ano e os resultados, como perda de peso e ganho muscular começam a aparecer. Aí vc se anima, cria o hábito de malhar e não quer mais parar. É a mesma coisa com o hábito de poupar. Primeiro é quitar as dívidas, se houver. Começar a poupar um pouquinho todo mês e ao longo do tempo, aumentar o aporte e deixar o tempo agir para a independência financeira.

    Bons investimentos!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Garota!

      Obrigado pelo comentário. Verdade, hábitos “make or break you” e poupar é um dos divisores de água entre quem enriquece ou empobrece.

      Criar o hábito é o passo #1 mesmo, e a analogia da academia funciona 100%.

      Abraços e seguimos em frente!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s