Confrontando o Cotidiano #6 – “Como isso é diferente de apostar num Jóquei?”

Numa destas tardes durante o meu horário de almoço, estava como sempre aproveitando para ganhar um pouco de tempo e acompanhar os meus estudos de finanças pessoais através de alguns vídeos do pessoal da finansfera. Eis que passa uma colega de trabalho por trás da minha tela, e fica durante um tempo tentando entender sobre o quê se trata os vídeos que estou assistindo (como sempre assisto de fone de ouvido e velocidade 2x, é difícil mesmo tentar entender do que se trata do lado de fora).

Não conseguindo controlar a curiosidade, ela chega do meu lado e me interrompe educadamente:

— Oi Pinguim, desculpa te perguntar, o que é que você está assistindo aí? Parece sério, é alguma coisa política?

Imagino que ela deve ter perguntado por conta dos gráficos que aparecem nos vídeos, que poderiam sinalizar várias coisas sem saber do contexto.

— Oi fulana. Não é nada político não. Estou assistindo alguns vídeos de investimentos.
— Ah, interessante. Que tipo de investimentos?

Geralmente tenho cautela depois deste ponto: como a maioria das pessoas têm zero conhecimento sobre investimentos em geral, tal como exemplificado nesta série de posts, geralmente fazem comentários ignorantes ou tentam desmerecer a procura da Independência Financeiras com argumentos baratos e pouco sofisticados. Felizmente, esta colega é bem simpática, e respeitou o contexto.

— Investimentos na bolsa de valores, o mercado de ações, sabe?
— Ah, nossa, parece ser complicado.
— É necessário fazer uma boa análise das empresas onde você quer investir, sim. Mas acho que as pessoas demonizam o processo mais do que ele realmente é.
— Pois é, ouvi falar de muita gente que perdeu dinheiro assim.
— Existe sempre um risco, mas com uma análise própria, podemos eliminar uma parte suficiente para conseguir investir com uma certa segurança.

E aí veio uma pergunta que eu acho que jamais vou esquecer:

Mas como isso consegue ser diferente de apostar numa corrida de jóquei?

Resumi a minha resposta à ela assim:

Existe como lucrar ao ganhar, perder e no meio termo

— A diferença é que no jóquei você só ganha dinheiro se você apostar no cavalo que ganhar a corrida. Nos investimentos, é possível ganhar dinheiro mesmo se o seu “cavalo” chegar em segundo, terceiro, quinto ou até último.

E aí mora a parte principal do argumento: o investidor de valor sabe como ganhar dinheiro em qualquer situação do mercado, independente das altas e baixas e outros sentimentos de afobação alheia. O bom investidor sabe como ganhar dinheiro em todos os aspectos do mercado, seja se ele suba, desça ou ande de lado.

Nos investimentos, o objetivo não é querer investir para ganhar o máximo de dinheiro o mais rápido possível para enriquecer; nós adeptos da IF sabemos que procurar isso é um caminho certeiro para o desastre financeiro. As formas de se pensar sobre a IF, os aportes e o enriquecimento todas demandam um investimento de tempo, com os sub-objetivos alcançados no caminho como relíquias para serem comemoradas no caminho até o grande objetivo.

Outra diferença entre investir em valor contra simplesmente especular em ativos é que o especulando, frequentemente temos a tentação de largar um ativo que se tornou “perdedor” no caminho apenas por conta do preço que ele reflete. O especulador, seja no cassino ou na bolsa, tende a ver o ativo apenas como uma oportunidade “da vez,” onde se der certo ele continua apostando, e se der errado ele vai embora. Enquanto o cavalo está ganhando, apostem!

Nenhuma oportunidade é vista em casos onde o ativo pode estar se recuperando, corrigindo das euforias, ou simplesmente estar passando por uma das muitas oscilações naturais do mercado. O investidor de longo prazo, porém, sabe identificar ativos que podem se valorizar após uma queda brusca (processo chamado de turnaround), e entende que as oscilações não são motivos de se preocupar.

Proventos: ganhando até como vitória pírrica

Outra “mágica” dos investimentos em bolsa que não acontece com a especulação são os proventos trazidos pelos ativos. Frequentemente esquecidos e não mencionados nos papos informais sobre investimentos, os proventos na forma de dividendos e juros sobre capital próprio permitem ao investidor lucrar passivamente com os ativos da renda variável, independente da cotação ou tendência de mercado.

Os proventos foram para mim uma das razões principais para começar a investir em renda variável. Dividendos são uma maneira plausível de se ganhar renda passiva, se tornando assim uma das bases para que eu trace o meu caminho até a independência financeira. Claro que apenas obter renda passiva o suficiente apenas não é tudo que se necessita para uma IF tranquila; há riscos significantes envolvidos, e é preciso levar em consideração os ajustes na vida financeira como a inflação e outros custos que possam vir no futuro como saúde e outras regalias opcionais.

Em contraste, o especulador no jóquei não consegue usufruir desta vantagem pois só conseguirá um retorno se o seu cavalo ganhar. Se o jóquei fosse como na bolsa, todos os cavalos iriam trazer dinheiro de volta para os apostadores, mesmo que apenas uma parte, independente se chegassem no primeiro, terceiro ou até mesmo último lugar. Seria apenas um caso de não apostar em cavalos que estão prestes a serem aposentados ou desqualificados.

Dá muito mais retorno “apostar” no mercado do que em jogos de azar, independente do resultado das partidas.

Percepção de valor: a parte que importa

No fim das contas, cada ativo tem um valor percebido para cada um que nele investe. Eu poderia continuar este post falando sobre as várias outras vantagens ou possibilidades de se investir em ativos na bolsa ou na renda fixa, mas alguém que não enxerga o valor intrínseco não iria “adotar” esta visão. Igualmente, milhões de Brasileiros jogam na loteria todo mês, e mais outros milhões colocam seu dinheiro na caderneta de poupança, considerando-a um investimento sensato.

Por que a divergência nas opiniões? Tudo por conta da percepção do valor do observador. Nossos preconceitos pessoais jogam forte aqui, e assim temos opinião formada sobre muitas coisas onde a razão é tomada por alguma base emocional. Isso não necessariamente é errado: embora eu particularmente não invista no mercado imobiliário (FIIs apenas), muitos outros investem e conseguem retornos incríveis.

Isso não faz o mercado imobiliário ruim para mim, apenas não opto por investir nele por não entender muito. Igualmente quem não investe na bolsa não investe por não entender dela não corre os riscos desnecessários associados à ela. O que não deve acontecer é a pessoa não entender um investimento – ou achar que entende quando não entende – e investir nele. Esta é a receita para o desastre. E, igualmente, resultados aleatórios dos jogos de azar ou até mesmo no jóquei não podem ser entendidos por completo: quem acha que pode enriquecer “investindo” neles está quebrando um paradigma fundamental.

Por fim, achei esta imagem que para mim sumariza bem a diferença entre especular (que muitos acham que é investir) e propriamente investir. A imagem se entitula The investor’s manifesto, e acredito que seja a descrição mais completa que uma única página poderia conter:


Você já esteve em alguma situação onde teve a segurança nos investimentos questionada ou igualada à alguma forma de jogo como no cassino? Como explicou a diferença, que artifícios usou para demonstrar que os investimentos não são tão inseguros como parecem? Escreva nos comentários!

Abraços e seguimos em frente!

Pinguim Investidor

3 comentários sobre “Confrontando o Cotidiano #6 – “Como isso é diferente de apostar num Jóquei?”

    1. Hehehe, boa Marcelo.

      Na verdade quase nunca me perguntam quanto a isso, acho que porque a maioria das pessoas não sabem nem o que significa investir. Economizar, talvez, mas investir é um termo místico que só deve ser reservado pros alto-escalão, na mente da maioria.

      Abraços e seguimos em frente!

      Curtido por 1 pessoa

  1. Pingback: Atlas Quantum – uma tragédia de ganância, sardinhagem, e desonestidade – Pinguim Investidor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s